Ganhe $5 dólares de desconto aqui...
Serviço ao cliente: 00xx +15867316101   |   Ajuda
Brasil
0
 Carrinho de compras
Itens no seu carrinho de compras Quantidade Preço
Sub-Total: R$0.00
R$0.00

Tudo sobre o Leite Integral, Desnatado e Pasteurizado

Com todos os argumentos a favor e contra o leite, pode ser difícil tomar a decisão certa sobre o incluir ou não laticínios em sua dieta. Nós temos todos os fatos sobre o leite aqui.
1.
R$109.33
2.
R$35.20
3.
R$58.24


O leite é um amigo de infância que você não tem certeza ainda se é bom ou ruim? Você adorava quando era criança, mas agora não consegue decidir se era porque todo mundo falou para você beber ou se ele é realmente saudável. Todos os artigos publicados são muito contraditórios, por isso, confie em mim, eu li todos eles.

Bom, eu queria saber se eu tinha que dar dizer adeus ao leite para sempre ou se tudo bem ingerir de vez em quando, por isso passei bastante tempo desenterrando os fatos se o leite é realmente ruim para a saúde ou não.

Nos últimos anos temos visto muitas mensagens anti-leite que alertam contra os perigos de produtos lácteos e essas mensagens têm alguns argumentos muito convincentes. Eu pesquisei todos os que pude e reuni evidências para ajudá-lo a decidir se é hora de cortar os laticínios da sua vida ou não. Aqui está o que eu encontrei.


PORQUE BEBEMOS LEITE?

A razão pela qual nossas mães sempre nos forçavam a beber todo o leite era para construir ossos fortes. O leite é uma das melhores fontes de cálcio e potássio. Muitas empresas fortificam o leite com vitamina D porque ela ajuda a absorver melhor o cálcio. Por isso, a primeira parte é verdadeira, o leite é bom para os ossos. E o potássio é bom para o coração e ajuda os rins a filtrar o sangue.

Levantadores de peso tendem a beber mais leite por causa da quantidade de proteína natural por porção. 20% desta proteína é o soro do leite mais conhecida como Whey, uma "proteína rápida" que os atletas amam por causa da rapidez com que ela reconstrói os músculos. Os outros 80% da proteína é a caseína a qual é digerida mais lentamente. Ambas têm grande popularidade no departamento de suplementos e são vitais para a construção muscular.

Nós também bebemos tipos diferentes de leite. Há um grande debate sobre isso. Vou tentar simplificá-lo.

Leite Integral

Isso significa que nenhuma gordura é removida, contendo cerca de 3.5% de gordura. Ele é rico em todos os nutrientes comentados acima e em gordura que entra na discussão da dieta, o que é um assunto totalmente diferente.

Sem gordura, desnatado e porcentagem do leite

Sem gordura e desnatado são nomes diferentes para o mesmo produto - leite com toda a gordura removida. Percentual do leite, como o leite 2%, indica o quanto do leite é gordura. Portanto, em vez do integral com 3.5%, o leite 2% tem, assim 2%.

Tudo isso parece muito fácil, vamos beber leite. Ele é cheio de nutrientes e podemos obtê-lo sem gordura. Sim, eu gostaria que fosse assim tão fácil também. Mas as discussões ficam um pouco mais complicadas.




O ARGUMENTO CONTRA O LEITE

"Nós não deveríamos beber isso"

A idéia é que quando éramos pequenos seres humanos que viviam em cavernas antes das civilizações modernas, nós caçávamos e reuníamos a nossa comida, em vez de plantá-la. Isso significava que não haviam vacas que pudessemos cultivar leite porque estávamos sempre mudando. Nós só bebíamos o leite de nossas mães para nos nutrir até que pudéssemos comer outros alimentos. Então, por que fazê-lo agora quando somos adultos? O argumento é que nossos corpos não são devidamente adaptados para digerir o leite depois que passamos da fase infantil, levando ao porque um número tão grande de nossa população é intolerante à lactose. Falaremos mais sobre isso.

"Na verdade, é ruim pra você"

Este argumento decorre de estudos que sugerem que suplementos de cálcio não ajudam e poderiam na verdade prejudicar a saúde dos ossos. Mas esses estudos eram sobre suplementos de cálcio (não produtos lácteos) que podem ser consumidos sem indicação médica e em níveis superiores ao recomendado. Caso você esteja se perguntando, em média um adulto entre 19-50 anos precisa de cerca de 1.000 mg de cálcio por dia, se ele não apresenta problemas ósseos. Você também precisa de 600 mg de vitamina D para absorver o cálcio. Mais uma vez, a menos que você seja especial.

Esses argumentos também afirmam que você deve estar recebendo os mesmos nutrientes encontrados no leite de proteínas vegetais. Muitos destes artigos citaram esta fonte (que, na verdade, citou este artigo). O artigo em questão estabelece que, na verdade, o excesso de cálcio no leite é eliminado através da urina, por isso, só recebemos cerca de metade dos nutrientes do leite que ingerimos. O que é mais interessante é que ele continua a dizer que as proteínas animais e vegetais ambas têm suas vantagens e desvantagens e a absorção depende de outros nutrientes associados ao que você está comendo e ao resto da sua dieta.

Há também muito o que falar sobre o leite ser ruim para o coração, mas sinceramente, há tantos estudos conflitantes que este assunto permanece inconclusivo de qualquer maneira.

Então, não, o leite não é ruim para você. A esse respeito, pelo menos.

Antibióticos e Hormônios

Está na hora de falar sobre os fatos sujos da indústria de laticínios. Os antibióticos são usados para tratar as vacas leiteiras quando elas estão doentes. A FDA monitora o leite para se certificar de que não há resíduos que eles estão sendo repassados aos consumidores. No entanto, um estudo de 2015 descobriu que alguns produtores de leite estavam usando antibióticos ilegais para tratar as vacas e esses antibióticos não estavam aparecendo nos testes iniciais. Isto ocorreu em apenas cerca de 1% do leite, mas causou uma grande discussão.

Os hormônios do crescimento também são utilizados para aumentar a produção de leite nas vacas. Isto foi aprovado pela FDA na década de 90. Não há nenhuma evidência de que os hormônios podem nos afetar. O pouco de hormônio que atinge o leite é normalmente eliminado durante a pasteurização e o que não é não sobrevive fora do nosso próprio sistema digestivo, tornando-o ineficaz em nosso corpo. Mesmo o hormônio IGF, conectado ao câncer, não apresentou estudos positivos para a resposta imune.

Agora, isso ainda pode ser preocupante para você, especialmente se você é contra o uso de hormônios e antibióticos em alimentos. Por um lado, a FDA não obriga as empresas a rotularem o uso de hormônios e já foi divulgado que os agricultores podem estar usando métodos agrícolas irresponsáveis. Mais ainda, hormônios de crescimento têm um impacto significativamente negativo sobre o gado, incluindo mastite, claudicação e até mesmo problemas reprodutivos. Não é de admirar que ativistas dos direitos dos animais são contra a indústria do leite.

NATURAL, PASTEURIZADO E OUTROS

Se o problema com o leite são as explorações leiteiras, você pode investigar localmente. O movimento do leite natural está, certamente, ganhando espaço e não apenas culturalmente, mas no governo também. Então, qual é a diferença entre o leite natural, pasteurizado e orgânico?

Natural

O leite natural vem direto da vaca. Com o frescor extra vem também maiores moléculas de gordura que criam uma espécie de creme em cima do leite e um sabor mais rico. É o contrário da maioria do leite que você vê no supermercado e tem um monte de reputação que o rodeia. Enquanto um lado defende seus benefícios, o outro condena.

A FDA e o CDC são contra o leite natural. Realmente contra ele. O motivo é porque ele não é pasteurizado, geralmente não regulamentado e até muito recentemente, e em alguns estados, ilegal. É fácil de contaminar e tem sido citado em muitas doenças transmitidas por alimentos, como a salmonela.

Assim, sua popularidade pode ser preocupante, mas ele é um sucesso entre a multidão adepta de alimentos saudáveis. Não há hormônios de crescimento ou tratamentos com antibióticos usados nas vacas. A maioria do leite natural vem de fazendas locais menores, que podem tratar de cada vaca individualmente. Muitos dos agricultores utilizam do próprio leite que suas vacas produzem para alimentar suas famílias, por isso eles tomam todas as precauções para mantê-lo limpo e seguro. As vacas são alimentadas com capim e o leite preserva as enzimas naturais que são perdidas durante a pasteurização. Muitos vêem isso como um benefício para a saúde. Se você confia no fazendeiro e no leite, seus defensores dizem que é relativamente seguro.

Não-Homogeneizado

Você pode não ter ouvido falar deste tipo, mas está geralmente na etiqueta de fazendeiros menores. Veja, as empresas maiores misturam o leite colhido de vários rebanhos para diminuir a consistência de gordura. Isto torna mais fácil para processar a gordura do leite em porcentagem de leite ou sem gordura em oposição a desnatação do creme no topo. É tudo mecânico e não há produtos químicos.

As pequenas fazendas podem decidir não fazer isso e alguns afirmam que é melhor. Não há quaisquer estudos sobre o assunto, apenas a preferência pessoal. O "não" na frente significa que não foi misturado.

Pasteurizado

A pasteurização do leite significa simplesmente aquecê-lo a uma determinada temperatura para matar as bactérias. Não tem nenhum impacto se o leite é orgânico ou se ele foi homogeneizado. Desde que seja aquecido e tratado, ele é pasteurizado.

A pasteurização de baixa temperatura aquece porções menores de leite a uma temperatura mais baixa durante um período mais longo de tempo. Ele ainda mata as bactérias e pode preservar um pouco do sabor do leite natural. Este é normalmente encontrado nos mercados abertos de vacas locais e pasteurizadas.

Orgânico

Este é provavelmente o que você está procurando, se você não quer o pequeno risco de hormônios de crescimento e antibióticos em suas vacas. Isso significa que elas são alimentadas com capim e todas as práticas orgânicas são seguidas para produzir o mais perto do leite puro e seguro possível. No entanto, é importante saber que a obtenção de um selo oficial "orgânico" pode ser caro e algumas fazendas menores podem estar operando organicamente sem o título. Se você optar por comprar local você pode perguntar e decidir se confia neles ou não.


VOCÊ PROVAVELMENTE É INTOLERANTE À LACTOSE

O uso da palavra "provavelmente" está saltando em alguns casos, porém mais de 60% da população do mundo não pode digerir corretamente laticínios, o que resulta em sintomas como flatulência, diarreia, dores de estômago ou desconforto abdominal e geralmente se sentir muito mal depois de consumir produtos lácteos. É uma estatística distorcida, porque depende de onde você vive e da sua decendência, o que poderia influenciar mais.

O maior percentual de pessoas intolerantes à lactose são os asiáticos (90-100%), nativos americanos (80-100%) e Ásia Central (80%), enquanto a menor porcentagem parecem ser os britânicos (5-15%), alemãos (15%) e austríacos (15-20%) com todos os outros no meio. O gráfico completo está aqui

Então sim, você pode ser intolerante à lactose. Pode ser difícil decidir se você quer consumir produtos lácteos ou não, mas existem maneiras de desfrutar de um sorvete sem se sentir mal. Ainda assim, com tantas pessoas incapazes de digeri-lo, é difícil entender por que o leite ainda é tão estável na nossa dieta (pelo menos na América do Norte).


O LEITE É NECESSÁRIO NA DIETA?

Na verdade não. Claro, ele é cheio de nutrientes, mas a natureza é cheia de variedade. Então, se você não quiser continuar ingerindo leite, não faça. Nós não obrigamos as pessoas com alergia à nozes a comer amendoim por causa dos seus nutrientes.

Alternativas comuns para o leite

Leite Sem Lactose - a lactose já é processada para as pessoas que não podem digerí-la. Contém todo o valor nutritivo do leite regular.

Leite de Amêndoas - sem colesterol e sem lactose. Normalmente fortificado com cálcio e vitamina D. Não é uma boa fonte de proteína.

Leite de Soja - Boa fonte de proteína, potássio e, geralmente, fortificado com cálcio. Sem colesterol e com menos calorias do que o leite de vaca. No entanto, muita soja pode causar desequilíbrio hormonal, como altos níveis de estrogênio.

Arroz de Leite - Sem lactose ou nozes e pode ser fortificado com cálcio e vitamina D. Alto em carboidratos, mas pobre em proteínas.

Se você parar de beber leite por completo, certifique-se de que estar recebendo quantidade suficiente de cálcio, potássio e vitaminas do complexo B. Os quais você pode obter através de alimentos regulares como couve para o cálcio e ovos para a vitamina D. Há muitos websites veganos com dicas, mesmo se você não está se tornando vegano por completo. Existem também suplementos para ajudar, apenas certifique-se de conversar com seu médico sobre a sua mudança de dieta.

Você absorveu toda esta informação? Eu tenho um resumo abaixo se você não lembra. Pergunte-me qualquer pergunta ou deixe-me saber a sua opinião! Eu não sou uma médica e gostaria de ouvir outras opiniões sobre esta dieta dilema. Marque-nos no Facebook, Twitter ou Instagram usando #evitamins ou envie-nos uma mensagem direta para que possamos ver os seus comentários! E sintonize conosco na próxima semana para outra dose saudável de notícias.



Fatos Rápidos

ProsContras
  • Cálcio, Potássio, Vitamina D e Proteína (20% Whey / 80% Caseína)         
  • Nós só absorvemos metade do cálcio no leite
  • FDA monitora todos os antibióticos no leite e rejeita todos os lotes que os contém 
  • Fazendeiros tem mostrado serem capazes de ludibriar a FDA              
  • Quaisquer hormônis de crescimento restantes após a pasteurização não pode ser digerido pelo corpo humano.
  • Hormônios de crescimento tem efeitos negativos no gado
  • Leite natural ou orgânico não contém hormônios de crescimento ou antibióticos
  • Leite natural não é considerado seguro pela FDA ou CDC
  • Suplementos ajudam a digerir a lactose para aqueles que não podem digerí-la
  • 65% da população do mundo é intolerante à lact

  • Compartilhe:
    Related Articles You May Like
    5-HTP pode ajudar com depressão, ansiedade e apetite
    5-HTP pode ajudar com depressão, ansiedade e apetite
    O que os seus lábios tem a dizer sobre a sua saúde
    O que os seus lábios tem a dizer sobre a sua saúde
    Seu Problema de Próstata não é apenas o Câncer
    Seu Problema de Próstata não é apenas o Câncer
    Exercícios para se manter saudável na terceira idade
    Exercícios para se manter saudável na terceira idade


    RELATED CATEGORIES
    Alergia a animais

    Alergia à lácteos

    Alergia Alimentar

    Alergia Infantil

    Alergias em Gerais

    Árvore de Pólen

    Colírio

    Febre do Feno

    Mofo & Poeira

    Rinite Alérgica

    Rinite Alérgica sazonal

    Sinusite

    Spray nasal



    Produtos Alergia Alimentar que você pode gostar:
    bioAllers Grain and Wheat
    Naturally Histame
    KingBio Natural Medicine Grains & Gluten
    Cupons e Promoções
    Cadastre-se
    eVitamins Brasil, Direitos Autorais 1999-2016. Todos os Direitos Reservados.

    Declarações feitas sobre específicas vitaminas, suplementos ou outros itens vendidos no/ou através deste site não foram avaliadas pela evitamins ou pela Administração de Comidas e Medicamentos dos Estados Unidos. Eles não são destinados a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir doenças. As informações fornecidas neste site são apenas para fins informativos. Como sempre, por favor consulte um médico licenciado antes de iniciar qualquer programa de dieta, exercício ou suplemento, antes de tomar qualquer vitamina ou medicação ou se você tiver ou suspeitar que pode ter um problema.

    Política de Privacidade | Termos e Condições